1 comentário

Mignon com Molho de Cerejas, Canela e Nozes

“Isturdia”eu convidei meu sócio e sua digníssima para um jantar lá em casa. Ele levou um vinho bacana, conversa boa, jazz groove responsa e acabei empolgando e fazendo este delicioso prato que mais que recomendo… eheheheheheh.

O segredo deste prato nada mais é que o molho. Ele vai bem com carnes mais fortes também (carne de caça).

Ingredientes:

2 colheres de sopa de azeite virgem

4 medalhões altos de filet mignon temperados à gosto (sal e pimenta)

3 colheres de sopa de vinagre balsâmico

4 colheres de sopa de cherry brandy ou vinagre de cereja

120ml de vinho bem encorpado

1 pau de canela

150ml de caldo de carne

50g de cerejas secas

1 colher de sopa de geleia de groselha (ou outra fruta vermelha)

4 colheres de sopa de vinho do Porto

2 colheres de sopa de nozes picadas

10g de manteiga, cortadas em cubinhos e gelada

Preparo:

Aqueça o azeite em um frigideira e frite os medalhões de 3 a 5 minutos, virando e dourando por igual. Tire da panela e mantenha-os aquecidos.

Escorra o excesso de óleo da frigideira. Junte o vinagre balsâmico e deglaceie. Deixe ferver até o vinagre desaparecer. Adicione o cherry brandy ou o vinagre de cereja, o vinho e a canela e cozinhe até o vinho reduzir pela metade.

Despeje o caldo de carne e as cerejas secas. Cozinhe em fogo brando por 5 minutos.

Tire a canela e acrescente a geléia, o vinho do Porto e as nozes. Com um batedor de arame incorpore os cubinhos de manteiga, um a um, e tempere a gosto. Despeje o molho quente sobre os medalhões para servir.

Vai bem com batatas ao murro, um bom Malbec, ao som de Blue Break Beats. : )

3 Comentários

Restaurante do Patrício – O Melhor Árabe de Curitiba

Este restaurante está localizado na Francisco Rocha, 222, mas está mudando de lugar. Está indo para a Silva Jardim.

Eu o conheci através de um grande amigo meu que me chamou para um bussiness lunch e nunca mais deixei de frequentá-lo.

Fiquei de cara com o lugar. O lugar é simples, porém possui uma presença forte. Você entra no estabelecimento e percebe que ele tem, no mínimo, história e credibilidade.

O único garçom do estabelecimento passa a sensação de que trabalha lá tem uns 350 anos, apesar da baixa idade. A dona, que me foi apresentada, (não tenho certeza, mas acho que ela é viúva) e, pelo que entendi, toca com a pequena família o estabelecimento com muita responsabilidade, comida genuinamente árabe. Comida simples, direta, reta. Se quer firula, lá não é o lugar. Se você é como eu, que preza pelo simples feito com amor e matéria-prima responsa. Lá é imbatível, pois sua cozinha está longe de ser industrial, como os grandes restaurantes estão adotando.

O esquema lá é: ou a vontade ou a la carte. Eu recomendo o esquema a la vonté, mesmo porque é livre pra comer tudo na quantidade que você aguentar e quiser repetir por apenas R$37,00 por cabeça no almoço de final de semana. Ou seja, acho que durante a semana é mais barato.

Na mesa de frios você se serve. Na sequência e, em pequenas porções para duas pessoas, vem os cozidos…

…e depois os assados.

Se você não está convencido, vai lá pra conferir este quibe assado de massa caseira, com carne de primeira, temperada com hortelã e uma pitada de erva doce e me diga se não é o melhor quibe que já comeu… eheheheheheh…

Por fim, ainda vem os famosos doces árabes, que nem lembro mais o nome (um é ataif, o outro, no way), com um cafezinho passado, no bule, pra se servir a vontade. Meu deus… o simples é magnânimo.

Restaurante do Patrício fica na Rua Francisco Rocha, 222, no Batel, mas, como eu disse, está indo para a Silva Jardim.

Funciona de terça a domingo no almoço e jantar. O telefone para informações é (41) 3242-0268.

Importante: não aceita cartões, apenas pagamento em cheque ou dinheiro.

1 comentário

Penne com Médios Camarões

Esta simples receita possui um casamento perfeito entre uma boa massa penne gran duro e camarões (de preferência de médios para grandes).

Pode ser servido como entrada quente, pois é um prato leve, bem como prato principal (dependendo da quantidade de camarões que está disposto a colocar no prato).

 

Ingredientes (para 02 pessoas):

250g de Penne Grand Duro

01 cebola roxa picada

01 abobrinha cortadas em cubinhos (sem sementes) com casca

08 camarões médios ou 06 grandes

01 tomate sem sementes e sem pele cortados em cubinhos

02 colheres de sopa de azeite

Sal e pimenta do reino à gosto

 

Preparação

Prepare a massa para ficar al dente. Enquanto isso, aqueça numa frigideira anti-aderente o azeite e coloque a cebola roxa e a abobrinha até ficarem douradas. Em seguida acrescente os camarões e o tomate picado, temperando tudo com o sal e a pimenta. Deixe tudo nesta situação por 5 minutos em fogo médio.

Misture o penne al dente com este simples recheio. Monte os pratos e acresça um bom queijo parmesão (não obrigatório).

Simples né?

 

Deixe um comentário

Capim Santo – Trancoso | BA

Eu amo a Bahia. Pra mim é o melhor lugar pra se passar umas férias, pra descansar, pra conversar, pra tudo. Algumas pessoas não gostam. Não gostam porque conhecem a Bahia por Salvador ou Porto Seguro. Se você não conhece nada além disso, recomendo a garimpar sobre Trancoso, Caraíva e Corumbau.

Não vou falar sobre nenhum destes locais para atiçar a curiosidade dos viajantes, mas se estiver em Trancoso dêem um pulinho (seja pra almoço ou jantar) no restaurante Capim Santo. Existe uma versão paulista (inclusive com os mesmos donos) do restaurante, mas posso garantir que não chega aos pés da versão baiana.

Como você está na Bahia, recomendo comer pratos a base de peixe do mar, é claro. Tem pra todos os gostos (e bolsos), desde este robalo no papelote com molho de manteiga de alcaparras até enrolados de peixe da estação, recheados com castanhas e molho branco.

O lugar é bem frequentado por casais gringos de todos os gêneros, pessoas despreocupadas com o vida e com quanto irá gastar. Como sou acostumado a planejar financeiramente minhas viagens e vi que estava sobrando um dim dim extra pra desfrutar as minhas férias de 10 dias, resolvi investir naquilo que mais gosto de fazer: comer bem.

Recomendo conhecer esta casa que, desde 1985, alegra os paladares de todo tipo de turista.

Capim Santo

Aberto de segunda à sábado

Das 17h às 23h

Endereço: Quadrado de Trancoso (você acha fácil)

Deixe um comentário

Bolinho de Salmão & Haddock c/ Molho de Anchovas

Temporada quente neste verão passado. Até aqui em Curitiba a cobra fumou a incríveis 34C. O que pra Goiás é normal, aqui é punk pracarai.

Muito peixe, fritura e cerveja é consumido nesta época do ano. Logo, vai aí minha dica que casa perfeitamente com uma Pilsen responsa. Um bolinho de Salmão e Haddock com um molho ultra-maneiro de anchovas.

Ingredientes

Para os bolinhos:

400g de batata

4 colheres (sopa) de azeite de oliva

raspas de limão, a gosto

2 a 3 colheres (sopa) de suco de limão

sal e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto

3 ramos de tomilho

1/2 limão fatiado

300g de filé de salmão limpo e sem espinhas

300g de haddock defumado

1/2 maço de salsinha, picado finamente

3 colheres (sopa) de farinha de trigo

2 ovos levemente batidos

farinha de rosca para empanar

Para o molho de anchovas:

2 colheres (sopa) de alcaparras lavadas e escorridas

50g de cebola roxa finamente picada

1/2 maço de salsinha, picada finamente

4 filés anchovados em óleo, macerados

4 colheres (sopa) de azeite extra virgem

Modo de preparo

Os bolinhos:

Corte as batatas em pedaços de mesmo tamanho e ferva-as em uma panela com água bem salgada até ficarem al dente (não muito mole, não muito dura). Escorra as batatas e amasse-as ainda quentes no espremedor.

Misture duas colheres de sopa do azeite de oliva, as raspas e o suco de limão nesta massa e tempere-as a gosto com sal e pimenta do reino. Reserve.

Coloque o tomilho, as fatias de limão e o salmão em uma panela grande com água e sal, em fogo brando, e escalde-os por 3 minutos. Retire o salmão e reserve. Coloque o haddock nesta mesma água e escalde por mais 8 minutos ou até ambos os peixes estarem praticamente cozidos.

Amasse estes peixes, fazendo um verdadeiro purê de peixe. Com as mãos, misture os peixes e as ervas às batatas amassadas. Verifique o tempero.

Divida a massa em quatro e modele em bolinhos. Passe-os nos ovos e finalmente na farinha de rosca. Remodele-os quando necessário e coloque numa assadeira e deixe que resfriem por 2 horas na geladeira ou 30 minutos no congelador.

Aqueça o forno a 180ºC. Aqueça uma frigideira com uma fina camada de azeite de oliva. Salteie os bolinhos de peixe por 2 a 3 minutos, vire-os selando o outro lado por 1 a 2 minutos.

Termine de cozinhá-los, assando no forno por 15 minutos.

O molho:

Faça o molho esquentando todos os ingredientes em uma panela por 3 a 4 minutos. Espalhe uma generosa colher de molho sobre cada prato quente e acomode um bolinho de peixe no centro. Sirva-os com rizoto de açafrão com ervilhas e seja feliz, meu amigo.

Deixe um comentário

Ilha da Magia – Box 32 | Mercado Público de Florianópolis

Este primeiro post do ano vou dedicar a maravilhosa Florianópolis, com suas praias onde quase tudo é permitido.

 

Após aquela caminha bacana, ao som de Dead Kennedys, na praia de Matadeiro (lado oposto do burburinho da ilha e de beleza ímpar), você pode ir ao Centro de Florianópolis, mais precisamente no Mercado Público e dar uma parada para degustar petiscos ou mesmo aquela refeição liderança no Box 32.

 

Trata-se, como o próprio nome diz, de um box muito bem equipado, no estilo dos botecos cariocas, com um ótimo chopp Stella gelado e petiscos deliciosos a base de frutos do mar. O aperto e tamanho do local é compensado pelo belíssimo serviço e prestatividade que as “meninas” nos dá. Desde o momento da espera por um lugar (sendo balcão o melhor local na minha opinião) até o pagamento da conta.

 

Como eu amo o polvo e o polvo me ama, decidi logo por um vinagrete responsa desta iguaria marítima…

 

Que com uma porção de pães(zinhos) fica “tudibão”.

 

Tem outras coisas também, tais como: camarão ao bafo, caviar, escargot, coquiles de lagosta, ostras e por aí vai.

= Box 32 =

Mercado Público de Florianópolis – SC

Parte Interna – Box nº 32

Fone: +55 (48) 3224-5588

E-mail: box32@box32.com.br

1 comentário

Sorvete de Manjericão com Calda de Morango e Pimenta Rosa

Esta receita quem fez foi minha esposa. Fez pra mim. : ) Mas ela confessou que emulou do meu irmão em uma das vezes que jantamos por lá. Enfim, o que importa é que é “bãopradaná” e com certeza você irá impressionar como fiquei impressionado. Simples, mas sincero.

Ingredientes:

2L de sorvete de creme

Folhas de manjericão (alfavaca)

400g de morangos, limpos e cortados em fatias (alguns inteiros para enfeitar)

2 colheres de sopa de conhaque

4 colheres de sopa de açúcar

Gengibre fresco picado

1 fava de baunilha

Grãos de pimenta rosa à gosto

 

Preparo:

Retire o sorvete do freezer e aguarde alguns minutos para que amoleça um pouco (de 5 a 10 min). Coloque no liquidificador com muitas folhas de manjericão (alfavaca).

Depois de bem misturadas ao sorvete, retorne o mesmo ao freezer para que sua consistência volte normal.

Para a calda, leve o açúcar, o gengibre e a baunilha ao fogo e deixe cozinhar, mexendo sempre. Após 5 min, acrescente o conhaque e, em seguida, a pimenta rosa em grãos.

Monte a sobremesa ao seu gosto.

Pode servir o sorvete com a calda quente ou fria. Eu gostei dela quente e um bom vinho Gewustraminer.