4 Comentários

Aprenda a Fazer seu Próprio Nugget


Meu amigo, se você gosta de agradar as crianças, os sobrinhos, ou mesmo você com frituras ou comidas processadas porque é mais prático, só tenho uma coisa a lhe dizer: não reclame se no futuro tiver um câncer.

Sei que estou sendo pesado, mas peguei o exemplo do famoso nugget para você entender. Olha só os componentes que vêm neste lixo.

Imagem original do site: http://comacomosolhos.com/

Se quiser saber o que é “Carne Mecanicamente Separada de Aves”, dá uma pesquisada no Google, ou mesmo no site Coma com o Olhos e saberá o que você anda ingerindo.

Como a minha intenção é ensiná-lo a fazer um verdadeiro nugget, com matéria-prima de qualidade, segue abaixo a receita.

Nugget caseiro, feito com peito de galinha caipira

Ingredientes:

2 peitos de galinha*

1 pão francês duro (3 dias amanhecidos)

1 colher de sopa de mostarda

1 colher de sopa de ervas desidratadas de sua preferência (no máximo 3)

2 ovos batidos

Sal e pimenta do reino à gosto

Óleo de girassol para fritar

* Prefira sempre carnes não industrializadas. No caso do frango, você encontra facilmente em qualquer feira da sua cidade.

Preparo:

Desosse a galinha e retire o peito. Deste peito, retire apenas os filés para o nugget. Bata cada filé com um rolo (não use aquele martelo de carne, pois ele machuca muito a carne de frango). Eles aumentarão de tamanho em quase 50%.

Corte o pão em cubos e processo-os num liquidificador para fazer a farinha de rosca. Tempere os escalopes com sal e pimenta do reino. Corte-os no tamanho de nuggets. Pincele cada pedacinho com a mostarda e espalhe, posteriormente, as ervas sobre cada lado.

Mergulhe cada pedacinho no ovo batido e em seguida passe-os pela farinha de rosca.

Aqueça 1cm de óleo na frigideira em fogo alto. Jogue um fósforo neste óleo. Quando ele acender, abaixe o fogo e coloque os nuggets. Frite-os por, aproximadamente, 4 ou 5 minutos e está pronto.

Anúncios

4 comentários em “Aprenda a Fazer seu Próprio Nugget

  1. Frango de granja é um ótimo exemplo de “carne industrializada”. As aves são submetidas a processo de aceleração do crescimento a base de luminosidade, ou seja, elas não dormem. Comem o tempo todo sem pouca locomoção, inclusive bicam seus próprios escrementos e por aí vai. Inspensão sanitária?? Acho que não estamos falando do mesmo país… eheheheheheh

  2. Como assim “carnes não industrializadas”? Em feiras, abatidas sem inspeção sanitária? Todos os locais que abatem, processam, manipulam, etc, procutos de origem animal, devem ser inspecionados pelos serviços de inspeção municipais, estaduais ou federais.

  3. Ma..ra…vi…lhosssssooooooo.!!! Merci beaucoup, mon amie ! e Tudibão procê !!!

  4. Boa, Bocão! Ninguém deveria comer esses troços. Diz o Michael Pollan que ninguém deveria comer um alimento com uma lista de ingredientes tão extensa, ou com nomes tão complicados. Provavelmente nem um fungo se interessa por uma coisa dessas!

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: