1 comentário

O 4º Maior Produtor de Cerveja…


… No mundo é o Brasil! Esta notícia me espanta, porque parece que estes dados mudam todo ano! Não duvido das informações divulgadas pelo Sindicato Nacional da Indústria de Cerveja que diz produzirmos 10,34 bilhões de litros por ano, mas é muito estranho este dado, já que somos um país que não sabemos beber cerveja e, produzimos praticamente um único tipo de cerveja.

O mais estranho são os três maiores produtores: China (35 bilhões de litro / ano), Estados Unidos (23,6 bilhões de litro / ano) e Alemanha (10,7 bilhões de litro / ano). Pra mim, países como Irlanda e Bélgica estariam na frente, mas… Parece que estou mal informado.

cervejas

Saber beber

Atualmente existem mais de 100 tipos de cerveja no mercado. Basicamente você pode classificá-las como: alta fermentação, baixa fermentação e espontâneas (que não é alta e nem baixa).

As de baixa fermentação, conhecidas como Lager, são fermentadas a baixas temperaturas (aproximadamente 12º C). São as cervejas douradas e filtradas, apresentando variações mais escuras. Exemplos: Pilsen (que é a maioria produzida e consumida no Brasil) possui cor clara e leve amargor; temos a Malzbier, que possui cor escura (devido a caramelização do malte) e sabor adocicado; as Bocks, de sabor forte e encorpado, bem como coloração escura.

lager

As de baixa fermentação têm a Ale que, ao contrário das Lagers, possui fermentação em alta temperatura (entre 18º C e 20º C). Geralmente são cervejas de corpo maior e mais frutado. Exemplos: Weizenbier, Weissbier ou Weisse, são as cervejas de trigo, geralmente não filtradas e; Stout, produzida a partir de cevada torrada, que produz um malte especial (escuro) e possui um sabor amargo conferido pelo lúpulo associado ao adocicado do malte.

ale

Já as de fermentação espontânea são bem diferentes e lembram a sensação de estar bebendo um vinho espumante. Exemplos: Faro, de uma mistura de Lambic com adição de açúcar, são bem carbonatadas e mais doces e refrescantes que as gueuze. O sabor geralmente é franco e açucarado. Kriek, cerveja lambic com adição de cerejas durante o período de maturação em barrica.

lambic

Sobre beber cerveja muito gelada ou não, cada cervejeiro tem um ritual. O que se sabe é que, cerveja estupidamente gelada prejudica a formação de espuma na cerveja, dificultando a liberação de aromas mais sutis, além de “adormecer” a língua, comprometendo o paladar. Então eu faço assim e sempre deu certo:

Cerveja clara: por serem normalmente mais leves, devem ser consumidas entre 2 e 4 graus positivos.
Cerveja escura: quanto mais escuras e aromáticas maior será a temperatura ideal a serem ingeridas. A bock, por exemplo, por ser uma bebida própria para o inverno, deve ser consumida a 10 graus positivos.

Já para chopp, o colarinho é fundamental. Pelo menos dois dedos do colarinho ajudam a reter o aroma e evitam a liberação do gás carbônico. A espuma cremosa revela a persistência e o bom estado da cerveja. Para aproveitá-la melhor, sirva derramando uma dose. Depois, espere baixar o colarinho. Em seguida, incline um pouco o copo, despejando o líquido devagar enquanto o colarinho sobe.

chopp

Com estas dicas, fica fácil apreciar melhor sua cerveja. Não se esquecendo que toda teoria necessita de muita prática : )

Anúncios

Um comentário em “O 4º Maior Produtor de Cerveja…

  1. não confio muito nesse nogócio de iphone isso é verdade o inganção

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: