Deixe um comentário

Vinho e Cerveja são Ameaçados Pelo Efeito Estufa


Segundo um relatório do Greenpeace, cerca de mil quilômetros de vinhedos no mundo inteiro vão se deslocar na direção norte até o final do século, se forem mantidos os níveis de emissão de CO2 atuais.

Entre as conseqüências do efeito estufa listadas no relatório estão as antecipações de colheitas por causa do calor que deixa as uvas com altos níveis de açúcar e álcool e baixa acidez, o que acaba deixando os vinhos com gosto e textura diferentes de sua “personalidade original”.

Em 2003, ondas de calor na Borgonha causaram uma queda de 37% na produção de vinho com relação ao ano anterior.

A cultura de vinhos da frança é baseada no “terroir”. O terreno produtivo aliado a fatores biológicos, físicos e humanos que vão desde a quantidade de chuva, ao tipo de solo, temperatura, técnicas de cultivo e cepa da uva. O aumento na temperatura poderia destruir safras.

Há também um estudo liderado pelo climatologista Martin Mozny, do Instituto Tcheco de Hidrometeorologia, onde confirma que as colheitas de Saaz, um típico lúpulo de aroma da República Tcheca, usado nas cervejas do tipo Pilsner, está diminuindo a cada ano devido o aquecimento global.

O estudo concluiu que a concentração de ácido alpha no lúpulo diminuiu em um ritmo de 0,06% por ano desde 1954 por causa do aumento de temperatura. A qualidade do Saaz depende da quantidade de ácido alpha, que deve ficar em torno de 5%.

Seria o futuro findar da Oktoberfest?

Anúncios

Deixe sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: